domingo, 27 de junho de 2010

CRESPIM!

São mais de dez da noite e eu acabei de acordar porque eu fiquei realmente CHAPADO depois de tomar SOZINHO uma garrafa de 600 mL do famossérimo VELHO BARREIRO. Eu só não fiquei mais doido porque vim andando lá da casa do Uchiha pra cá (ainda eu com umas poucas escalas) e isso deu pra queimar o álcool do organismo.

Hoje foi a última aula do semestre do curso livre e foi até legal, porque, no ônibus de ida, comecei um poema e fui terminando-o já em sala de aula, enquanto a Paumgartten ministrava a aula dela. Foi legal até, apesar dela falar e eu não ouvir nada, e, durante o processo, continuar escrevendo.
Uma dupla de cachaceiros na pira pra beber é uma coisa mesmo: o Pëixë e eu fomos do Prof ao Basic debaixo de um sol made in Arallu só pra comprar um Barreirinho lá no (bar do) Jorge......! É muita vontade de tomar cachaça! Realmente, old habits die fucking hard...!

Ontem, só pra variar, a coisa foi do caralho lá na casa do Weiß_Ulf: enchemos a cara de vinho e depois mandamos um Old Eight pra dentro da goela enquanto colocávamos a conversa em dia (ou seja: falamos pra caralho MESMO). [É isso que dá colocar cartão de crédito na mão de neguim que nem o Quilômetros-a-Pé: muita bebida parcelada em três vezes sem juros na maior cara de pau possível na face de Gaia.]
É, como vindo da casa do Muitas-Garras, eu não sei como diabos consegui chegar em casa também.
Isso não quer dizer que eu não diverti pra caralho. Afinal, o pessoal do Pitts mais Jess mais Flávio agora são partes da minha família. Partes do meu coração. E... eu acho que é isso que importa, né?


Próximo livro da lista e primeiro livro das férias da academia: Ariano Suassuna, A história do amor de Fernando e Isaura, editora José Olympio, Rio de Janeiro; 2007. O Frodo e o Max me disseram que tudo que o escreve é do caralho. Eu li uns artigos dele sobre literatura e fiquei ate que empolgado. Veremos o que esta prosa de 154 páginas me reserva.



‘Tô com dor de cabeça + fome + eu não to agüentando meu próprio cheiro!
Inté!




Só pra constar:
Esta postagem é carinhosamente dedicada à Renata da Costa e Silva Crespim, por dizer que teve uma época que ela só sabia que eu tava vivo por causa do meu blog + Bruna de Cássia Gonçalves dos Santos (citada a priori em não é tão ruim, mas chegando quase lá....), por ter me aturado (muito da sua puta da vida, diga-se logo!) vir bebendo no buzão de volta da uni + Érika, por me agüentar depois de todas as vezes que fui estúpido e mal-criado para com ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você está em solo sagrado!
Agora entalhe com vossas garras na Árvore dos Registros e mostre a todos que virão que você esteve aqui!!!