domingo, 8 de agosto de 2010

mais um... poema... incompleto... para mais de uma guria

Falta terminar [só pra variar]!


DEIXA EU
DEIXA eu dormir com a cabeça em suas coxas.
Deixa eu beijar você até perder o ar.
Deixa eu ter só pra mim o brilho dos seus olhos
e também a luz de seus sorrisos.
Deixa eu colar o meu nariz com o seu
e sentir você respirando enquanto estiver de olhos fechados.
ter as suas mãos às minhas comparando agrimensura
e o peso de seu queixo em qualquer um de seus ombros.
Deixa eu enxugar as suas lágrimas
e rir alto com você quando estiver feliz
abraçar você quando não houver mais nada a ser dito
se estiver fazendo sol ou se estiver chovendo.
Deixa eu acariciar os seus cabelos enquanto você estiver dormindo
passar creme em seus pés após massageá-los
e fungar em sua nuca e pescoço e ouvidos,
ter caminhos em minhas costas feitos por suas unhas.
Deixa eu escrever poemas já escritos em suas pele com uma caneta esferográfica
ou desenhar Isoldas e Julietas ou bailarinas sobre o gelo
mapas de continentes imaginários ou já separados
desenvolver poemas tendo você como musa antes de passar pro papel.
Deixa eu aceitar você exatamente como você
e com qualidades e defeitos e esperanças e frustrações
e seus olhos meio que perdidos e voz quase que tão breve
não importando em nada o que os outros possam ou não dizer.
Deixa eu encontrar os melhores versos para terminar este poema
sonhar com você mesmo que acordado sem me perder de rota
:: para Aline Uslar, Érika Moreira e Vanessa Paumgarten ::
:: abril e maio de 2010 ::
:: inspiração do poema: a letra de “Pose (Anos 90)”, escrita por Humberto Gessinger (ele também fez a música) para o álbum Gessinger, Lics & Maltz, dos Engenheiros do Hawaii, de 1992 ::
:: muito obrigado: Andréa Ferreira Cardoso + Catherine França + Elizete Silva (mãe do Elias Silva Nascimento) ::

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você está em solo sagrado!
Agora entalhe com vossas garras na Árvore dos Registros e mostre a todos que virão que você esteve aqui!!!