sábado, 12 de março de 2011

ANTES DE SAIR

Antes de ir à casa do Muitas-Garras ir pegar o Mago: a Ascensão e o Guia da Tecnocracia pra poder ir à casa do Pitts jogar RPG, campanha de Engenheiros do Vácuo, ‘tô passando aqui pra dizer que ‘tô mais morto do que vivo e o que ando lendo.

Achei um site de downloads de Comics muito do caralho, chamado Cozinha do Inferno, onde só têm coisas de vigilantes da Marvel, como Demolidor (pasmem! tem A Queda de Murdock e O Homem Sem Medo, escritas pelo Miller COMPLETAS lá), Justiceiro (o que eu baixei do Humano mais Mal-encarado das Comics não é brincadeira [nota: foi numa dessas sagas que eu descobri MUITO POR ACASO que o Warren Ellis {The Authority, RED} escreveu durante um tempo o Doutor Estranho!muito*tenso*demais!]), Punho de Ferro, Luke Cage e o que mais me interessou a ponto de baixar todos os números que ‘tavam disponíveis: Alias.

Eu descobri Alias na finada Marvel MAX (que eu conheci quando o Edjan me emprestou em meados de 2003 pra 2004), que começou a ser publicada no Brasil pela Panini, atual detentora dos direitos da Marvel e da DC no Brasil, em setembro de 2003 e cancelada, após OITENTA E UMA edições, em maio de 2010 (foi justamente nesta revista que a Panini publicou o restante dos arcos que o Garth Ennis escreveu para o Justiceiro – ver Ennis vs. Rodrigues).
Não confunda com a série de TV do mesmo nome, estrelada pela Jennifer “Elektra” Garner. Esta série, criada pelo então roteirista-prodígio da Marvel, Brian Michael Bendis (sim, o principal cabeça pela Invasão Skrull, comentada aqui por alto em kein Titel zu dem Mittwochpost [6]), que fez um trabalho fodaço em Demolidor logo depois das fases do Joe Quesada (o editor-chefe da Casa das Idéias) e do Kevin Smith (sim, o diretor do Dogma e do Procura-se Amy, obrigatório para todos os fãs de HQ). A arte é de Michael Gaydos () e as cores de Matt Hollingsworth (que também trabalhou em Terra X, comentada aqui em Tons Escuros ou Mesmo Pálidos, de fevereiro do ano passado).
Super-resumo-resumido só pra te deixar com água na boca e ir baixar todos os números: Alias. Ou simplesmente Jessica Jones. Uma órfã que adquiriu os poderes da forma mais estranha possível, se tornou super-heroína conhecida como Safira (sem relação-referência com a vilã da DC, Safira Estrela, inimiga do Lanterna Verde) e depois de ter comido o pão que o diabo amassou nas mãos de um super-vilão super-filho-da-puta e, depois de mais um coma, decidiu abandonar a vida de uniformizada e se tornar detetive profissional – e aí que começam suas narrativas extremamente bem-contadas e bem-amarradas, fazendo de Bendis – junto ao Mark Millar na primeira fase d’Os Supremos – os melhores da Marvel na sua geração (mas isso não impediu que ele desse umas pisadas de bola federais).
Alias é FODA (inclusive quando dá uns lances/plots sobre a merda da maldita Invasão Skrull – Alias #08)! Você TEM que ler e simplesmente não dá pra não parar até terminar. Pena que ela foi incorporada ao 616 e saiu do MAX! O que não faltava nesta personagem era POTENCIAL e o Bendis soube explorar isso muito bem, fora que a dupla Gaydos-Hollingsworth contribuíram bastante para a climática das histórias.
Quando eu voltar, termino de ler as outras.
Baixe as suas diretamente do Cozinha do Inferno clicando AQUI!


A biritada no CAL ontem foi do caralho! Compensou inclusive eu ter dormido no último Curuçambá-UFPA do dia e acordado no final da linha! Sorte a minha que os caras me deram uma carona até o PAAR e o Bruno Chaves m’emprestou um capital para pagar um moto-táxi até aqui perto de casa.
Danke schön immerzu, Bruno!


“FELIZ ANIVERSÁRIO!!!” e “MUITAS FARRAS NA VIDA!!!”: para meus Irmãos-Lobos e Brothers of Rock and Roll LEANDRO OTÁVIO VIEIRA BRASIL, vulgo CADAVÉR, e RONALDO RIBEIRO MORAES!!!! Ontem foi aniversário do ARMANDO VIEIRA JÚNIOR!!!!!




Último final de semana das férias.

“Tudo isso será se pudermos perceber... que amar, viver, cantar, não será em vão.”
– Dead Fish, “Proprietários do Terceiro Mundo”, do álbum Afasia, de 2001

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você está em solo sagrado!
Agora entalhe com vossas garras na Árvore dos Registros e mostre a todos que virão que você esteve aqui!!!