quinta-feira, 12 de maio de 2011

poema escrito na hora da aula!!!!

GEOMORFOLOGIA
NÃO me leve a mal se eu quiser mordiscar seus ombros
E nem se quiser massagear seus pés
Muito menos em passar o nariz em seus lábios
Ou mesmo fungar em seus ouvidos
Ou até mesmo...
Eu já cansei de tentar ser perfeito e de agradar todo mundo
Que tal você massagear minhas costas com seus pés
E o meu corpo com o seu?
São tantas lembranças e anseios que acabam formando o seu rosto...
E tantas dúvidas que ressoam dentro de minha mente com o som de sua voz...
As lembranças das oportunidades que não foram aproveitadas
Dos passos em falso que resultaram em frustrações incessantes...
Quando se é o pára-raios de sua própria auto-destruição
Ver a tristeza e frustração alheias de terceiros
Meio que se torna enormemente suportável.
Quando você pinta um alvo em sua cabeça e jogam Outubros Vermelhos
Ver os que caem em cabeças alheias não param de doer
As lágrimas dos outros passam a queimar menos
Mas todos os abraços de urso sempre são e serão sempre bem-vindos.
É impossível entrar em corações e mentes
Mas sim se compreender pelo que as pessoas lutam
E porque sofrem de modos idiossincráticos comparando umas com as outras!
Pelo que você luta? Pelo que você sofre? Pelo que você definha?
Pelo que você chora? Pelo que você? Pelo que você ama?
Às vezes, nós simplesmente não sabemos mais de nada
E tudo se torna tão sem sentido quanto tudo por aqui.
Não, não me leve a mal por minhas mãos em seus ombros
Por meus lábios em sua testa
Por meus dedos em seus cabelos e braços ao redor de seus ombros.
Os meus pequenos grandes desejo deste dia sermos
Por somente um instante um beijo
Por um momento apenas um abraço
Um tarde dois...!
E eu penso em tudo e principalmente nisso
E tudo me vem à mente
Começando por tudo
Começando por Você.

:: 1º ao 8º versos: Ensino e Aprendizagem de Alemão 1, Prof. MsC. Odinéia Amaral – 09 de maio de 2011 ::
:: versos restantes: Oficina de Didatização de Gêneros Textuais, Prof. MsC. Larissa Borges – 10 de maio de 2011 ::

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você está em solo sagrado!
Agora entalhe com vossas garras na Árvore dos Registros e mostre a todos que virão que você esteve aqui!!!