segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

reflexão pilantra da tarde depois de acabar de acordar

Ouvindo: Steppenwolf, Steppenwolf, 1968.

Quando vejo essa imagem, lembro do verdadeiro e imensurável desserviço que será a inclusão de fisiculturismo nos Jogos Olímpicos, considerando o tanto de esporte legal e realmente digno de figurar no evento, como skateboarding (esse deveria ter entrado faz é tempo [sou suspeito pra falar devido ser praticante do esporte]), wu shu (esse ai deveria estar presente ***SOMENTE*** desde os Jogos Olímpicos da Era Moderna, de 1896), kendô (idem), wakeboarding, boliche, xadrez (‘tô falando sério!!!!), poker (‘tô falando sério!!!! [2]), kart (‘tô falando sério!!!! [3]), e a lista segue.
Eu queria fazer uma ideia do que os lobistas do “esporte” e os grandes empresários dos suplementos alimentares utilizados (seja lá qual for o nome que o pessoal use) fizeram pra convencer o COI* para tal inclusão. Porque, pra convencer os caras a incluir um esporte ***APARENTEMENTE*** (asteriscos e maiúsculas utilizadas a nível de ênfase enfática enfatizante enfatizadora) parecido ao levantamento de peso (que, ao meu ver, é mais competitivo e desportivo) e o pessoal do jiu-jitsu ainda não ser E.O.** mesmo sendo anterior ao judô (mais um motivo preu zoar os caras pro resto da vida [eu creio que o COI não leva o brazilian jiu-jitsu a sério, HA HA HA]).
Nada contra os e as praticantes da modalidade, eu tenho uma tara inclusive por mulheres fisiculturistas. Mas nas Olimpíadas? Não fode minha paciência, cara...

* Comitê Olímpico Internacional, organização não-governamental criada em 23 de Junho de 1894, por iniciativa de Pierre de Coubertin, com a finalidade de reinstituir os Jogos Olímpicos realizados na antiga Grécia e organizar e promover a sua realização de quatro em quatro anos 
** Esporte olímpico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você está em solo sagrado!
Agora entalhe com vossas garras na Árvore dos Registros e mostre a todos que virão que você esteve aqui!!!