domingo, 20 de março de 2016

SOBRE [UM]A [(IM)POSSÍVEL] INTERVENÇÃO MILITAR

Eu ando lendo um pessoal ai que pede por “Intervenção Militar patati” “Intervenção Militar patatá” “Militares, nos salvem do demônio PT” “Militares, nos salvem da Dilmãe e do Luladrão” etc etc etc.
Seu bando de aleijados mentais com o Tico e o Teco de mal um com o outro, deixem-me explicar duas coisas.
Primeiro: as Forças Armadas da Republica Federativa do Brasil são uma instituição suprapartidária (i.e., acima de partidos políticos, não se subordinando a nenhum deles) e os caras têm um país inteiro pra defender por terra, ar e mar – ou seja, eles têm mais o que fazer do que ouvir um sem-número de insatisfeitos com um governo corrupto e que talvez o queiram trocar por outro tão ruim quanto. 
Segundo: Se tal instituição fosse partidária, por que ajudaria a derrubar o PT? Durante os 8 anos do governo FHC (PSDB), esta foi relegada ao deus-dará e sem aumento salarial neste ínterim, tão quebrados que não tinham dinheiro sequer para comprar comida para as tropas. Já durante os 12 anos de governo PT, houve um aumento de 500% (QUINHENTOS!!!) no orçamento do Ministério da Defesa, com sucessivos aumentos salariais, visando diminuir a imensa defasagem salarial da classe das décadas anteriores. Isso sem contar que injetaram mais grana neles do que o Governo de ISRAEL (!!!) faz com os seus. Logo, se tem uma coisa que eu descobri de modo empírico sobre militares, é que eles não são burros, tampouco INGRATOS. Logo sendo assim e assim sendo.... (Ah, e não desconsideremos o investimento BRUTAL em Ciência e Tecnologia de instituições de tecnologia militares, e os INÚMEROS projetos que foram parados por causa da Operação Lava-Jato. Imaginem o quanto os altos escalões ficaram felizes com isso...)
“Ain, Quilômetros, tu tá defendendo o PT.” NÃO, CRETINO/A! Eu sou apartidário e quero ver o circo pegar fogo até restar menos do que cinzas. Só ‘tô explicando PORQUE os caras não vão se meter à besta em “tomar o poder”.
Sim.
Mas claro e obviamente que tem um PORÉMZÃO nisso tudo.
Tem o King of Pangarés Jair Messias Bolsonaro (de “messias” não tem porra nenhuma, mas sigamos) que DIZ QUE vai se candidatar a presidente em 2018 com aquele outro [coloque todos os palavrões de seu agrado aqui] do Marco Antônio Feliciano como vice. Beleza.
E se acontece o improvável? E se ele ganha?
E se os militares estiverem só esperando isso acontecer pra chegar no “ÔE! PERDEU, PERDEU!” (Pontes, n/d) e meter uma Ditadura Militar no nosso rabo com a areia de Outeiro e soda cáustica como lubrificante?!? Como eu disse lá em cima, “eles não são burros” – eles tiveram TRINTA ANOS para aprender COMO fazer uma Ditadura e principalmente o que NÃO FAZER em uma.
Ou seja, ainda estamos com a faca no pescoço de qualquer jeito.
Como bem disse o Brett Gurewitz em “New Dark Ages” (do New Maps Of Hell, de 2007), “these are the new dark ages and the world might end tonight.”
Cuidado com esse teu cu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você está em solo sagrado!
Agora entalhe com vossas garras na Árvore dos Registros e mostre a todos que virão que você esteve aqui!!!