sexta-feira, 21 de outubro de 2016

“De todo modo, a religião se tornou temática em relação ao qual não se pode esquivar do debate, até mesmo devido à sua insistente mania de se manifestar no espaço público. Contrariando também certas previsões e prescrições modernas, ela nunca se contentou com a restrição ao âmbito privado. A crença e a fé ensejam práticas sociais, visões de mundo, valores morais e sociais que se pretendem verdadeiros. E, por isso mesmo, são colocados como formativos da cultura e da sociedade. Isso é visível por todos os lados. No caso brasileiro, a religião afeta vários âmbitos do espaço público: formação do estado, a prática política passada e atual, a formação de quadro de referências simbólicas para cultura, etc.”
– Frederico Pieper, O conflito das interpretações em Paul Ricoeur: aportes teóricos para se pensar a religião, 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você está em solo sagrado!
Agora entalhe com vossas garras na Árvore dos Registros e mostre a todos que virão que você esteve aqui!!!